Feira organiza conferência internacional sobre gastronomia e consumo sustentável

O Município de Santa Maria da Feira apresentou este domingo, 12 de maio, na Tailândia, os temas e os objetivos centrais da conferência internacional "Food 4 Thought”, a realizar no território feirense entre 2 e 4 de abril de 2025.

Este encontro científico, que reunirá cerca de 200 participantes de todo o mundo na biblioteca municipal, foi apresentado por Gil Ferreira, vereador do Pelouro da Cultura, Educação, Juventude e Turismo, no âmbito da conferência anual das Cidades Criativas da Gastronomia UNESCO, que termina esta segunda-feira, 13 de maio, na cidade tailandesa de Phuket.

"Os desafios que enfrentamos são também oportunidades determinantes para promovermos um mundo mais sustentável e consciente. Santa Maria da Feira está empenhada em liderar este encargo e convidamos-vos a todos para que se juntem a nós neste propósito. Juntos podemos abrir um caminho que honre o nosso rico legado gastronómico, abraçando ao mesmo tempo as inovações que irão sustentar as futuras gerações”, sublinhou Gil Ferreira, simbolicamente equipado com o avental "Santa Maria da Feira, Cidade Criativa da Gastronomia UNESCO”.

A conferência internacional "Food 4 Thought” é uma das três ações de âmbito internacional decorrentes da designação "Santa Maria da Feira, Cidade Criativa da Gastronomia UNESCO”, a par do programa de intercâmbios "Diversity Food” e do projeto "temperART – Open Call Internacional para Residências Artísticas”, todas em fase de implementação.

Ao longo dos três dias, representantes das cidades criativas UNESCO de todo o mundo, comunidade científica, profissionais, chefs, professores, alunos e comunidade local vão reunir-se na Biblioteca Municipal de Santa Maria da Feira para dialogar sobre o papel da cultura e da criatividade nas dicotomias do património gastronómico local/global, conservação, equidade, sustentabilidade e desenvolvimento.

Desenhada a partir de três grande temas – "Alterações Demográficas e Agricultura”, "Consumo Sustentável” e "Saúde e Bem-Estar” – a conferência será ainda marcada pela estreia do filme documental "O pão doce de Santa Maria da Feira”, centrado na secular Fogaça da Feira, e do projeto artístico "temperART”, resultante da chamada internacional lançada em janeiro deste ano com o objetivo de promover o diálogo e entrecruzamento da gastronomia com as artes performativas, digitais, media arts, robótica e tecnologias.

Neste encontro serão ainda apresentados os resultados do "Programa de Alimentação Saudável e Sustentável nas Escolas”, que integra o plano de ação nacional da candidatura aprovada pela UNESCO, assente em seis eixos estratégicos: educação alimentar e nutricional; investigação do património gastronómico; formação e capacitação de profissionais e amadores; fomento de parcerias entre diferentes áreas criativas; cooperação em eventos e intercâmbios internacionais; e comunicação e sensibilização. A Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto assegura o apoio científico.

Atribuída em novembro de 2021, a chancela UNESCO veio reforçar o reconhecimento, afirmação e solidez de um projeto estruturado que o Município de Santa Maria da Feira já havia incluído na sua estratégia municipal de valorização do património gastronómico da região e que se mantém no centro dos planos locais, nacionais e internacionais de desenvolvimento.

O programa estratégico da candidatura aprovada pela UNESCO, associado à riqueza do património gastronómico de Santa Maria da Feira e da região, visa promover uma mudança de atitudes na sociedade, no entrecruzamento das dimensões da saúde e alimentação, tendo como âncora os valores da sustentabilidade e da autenticidade.

Santa Maria da Feira é um dos 55 territórios dos cinco continentes que integram a Rede de Cidades Criativas da Gastronomia UNESCO, sendo a única cidade portuguesa com esta designação.

Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso. Saiba mais

Compreendi